Como declarar imposto de renda opções binárias

Imposto de Renda 2023: Como declarar.


Uma das principais obrigações da maioria dos brasileiros no começo do ano é com a realização da declaração do Imposto de Renda. Através desse documento, a pessoa realiza a quitação das suas despesas com a Receita Federal. Por esses e outros motivos precisa ficar atento e declarar o Imposto de Renda 2023.


Vale a pena conferir nosso artigo e se atentar quais são os pontos para preparar a declaração da forma correta.


O que é Imposto de Renda?


O Imposto de Renda é uma cobrança realizada anualmente pelo Governo Federal com base no ganho das pessoas e empresas. Sendo assim, o seu valor será pago conforme os rendimentos que você obteve no ano base da declaração, e quando a pessoa tem um renda maior, consequentemente acaba pagando bem mais.


Já que o Imposto de Renda é uma tributação aplicada para cidadãos e empresas, é dividido em duas categorias: Imposto de Renda Pessoa Física e Imposto de Renda Pessoa Jurídica. Confira a seguir que explicaremos um pouco mais sobre cada um deles.


Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF)


No IRPF é sobre a renda de contribuintes que moram no país ou até mesmo fora, além disso, devem receber rendimentos de fontes no Brasil para se enquadrar nessa categoria.


As alíquotas usadas na operação podem variar conforme a renda da pessoa, aqueles que ganham abaixo do limite estabelecido para apresentação obrigatória da declaração ficam isentos.


Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ)


Já no Imposto de Renda Pessoa Jurídica, que pode ser conhecido também como PJ, é destinado para empresas brasileiras. Nesse tipo de cobrança é aplicado a alíquota sobre o lucro, pode ser presumido, arbitrado ou real. Isso irá depender do tipo de atividade que a empresa presta.


IRPF x IRPJ.


Já deu para perceber que existem dois tipos de declaração de Imposto de Renda. O IRPF é relacionado para pessoas físicas.


Agora o IRPJ é para pessoa jurídica com uma alíquota específica sobre o lucro que for obtido. E a principal diferença é com relação ao tipo de tributação, que pode interferir no cálculo do imposto.


Para uma pessoa que é IRPJ, além de declarar como pessoa jurídica, deverá declarar também como pessoa física. Então não pense que se enquadrando em um ficará isento de declarar na outra modalidade.


Como funciona o Imposto de Renda?


O Imposto de Renda é pago com base em rendimentos dos brasileiros, ou retido no salário. Ainda existe uma declaração anual que a Receita Federal usa como forma de avaliação para verificar se o cidadão está pagando seus impostos de forma correta.


A forma a ser utilizada para realização da declaração é sempre pegando como base o ano anterior. Sendo assim então no ano de 2023 deverá ser declarado os ganhos que obteve em 2022. Além disso, é necessário declarar tudo o que ganhou no período, desde salários, aposentadoria, rendimentos de aluguel ou investimentos, como você verá adiante.


É importante informar que todos e quaisquer valores que você colocar na declaração precisam ser exatamente iguais aos informados nos comprovantes de pagamentos. Caso não se lembre onde colocou, a maioria das empresas enviam esses informes por cartas, e-mails ou os disponibiliza em seus sites. Caso seja confirmado que foi pago menos imposto do que deveria, o valor deverá ser compensado.


Restituição do Imposto de Renda 2023.


Caso você tenha que pagar mais imposto do que o necessário, você terá direito a restituição do valor. Assim , o cidadão deverá ter a quantia desenvolvida durante o ano.


O montante é devolvido em uma conta bancária de sua preferência de acordo com o calendário de restituição informado a cada ano. Geralmente, quem paga o IR primeiro também recebe a restituição antes.


Como todo caso há uma exceção, para o Imposto de Renda 2023 não é diferente! Há casos onde dispensa-se a obrigatoriedade de declaração. Ou seja, o cidadão ou empresa não precisa declarar seus rendimentos e ganhos do ano anterior ao governo federal.


A seguir, confira quem tem direito a isenção do Imposto de Renda 2023:


Quem não se enquadra em nenhum dos critérios listados acima; Aqueles que já consta como dependente na declaração de outra pessoa física, onde os seus rendimentos, bens e direitos já foram informados; As pessoas que tiveram posse ou propriedade de bens de direito, quando os bens comuns já forem declarados pelo cônjuge ou companheiro, desde que o valor total dos seus bens não ultrapassem o valor de R$ 300.000,00 em 31 de dezembro.


Declaração Imposto de Renda Online.


Como o acesso ampliado à declaração pré-preenchida por meio de todas as plataformas já estão disponíveis; novas opções de grupos de bens, dentro do formulário; e o recebimento da restituição e o pagamento de DARF por meio de Pix (se a chave do contribuinte for o CPF).


Como declarar atrasado.


Para declarar o Imposto de Renda atrasado de anos retroativos podem fazer isso por meio do site oficial da Receita Federal ou até mesmo pelo Programa do Imposto de Renda.


Acessar o programa do Imposto de Renda (disponível para Android ou iOS); Clicar em “Entrar com o Gov.br”; Informar CPF e senha de acesso; Verificar qual Imposto de Renda está atrasado; Preencher a declaração do ano que está atrasado como se o estivesse fazendo regularmente, dentro do prazo; Confirmar o envio dos dados retroativos.


Fique atento e não perca o prazo. Acompanhe aqui em nosso Blog conteúdos sobre finanças e recuperação financeira.

Opções binárias Nova Zelândia