Opções binárias vender antes

Webitcoin.


Quais são as opções de Bitcoin e Ethereum: Como elas podem afetar o mercado?


Bruno Rocha • 30 de maio de 2022.


Opções binárias são contratos de derivativos que autorizam o negociador a comprar ou vender o ativo conectado a um preço predeterminado, antes do vencimento do contrato.


O direito de comprar é conhecido como opção de call, enquanto o direito de vender o ativo subjacente é chamado de opção put. Ao contrário dos futuros, em que os proprietários do contrato precisam comprar ou vender em uma determinada data no futuro, as opções não são vinculativas. São simplesmente oportunidades de compra e venda.


No caso de Bitcoin e Ethereum, isso significa que os comerciantes estão negociando direitos de compra e venda dessas duas criptomoedas. Portanto, os traders simplesmente avaliam o movimento de preços da criptomoeda subjacente, que é, em palavras mais simples, nada além de especulação.


Como funcionam as opções de criptografia?


As opções de criptografia existem no mercado porque um emissor as escreve (cria) e as lista na bolsa de derivativos criptográficos. Cada contrato de opções vem com uma data de vencimento especificada, que é a última data para a liquidação do contrato.


O preço pelo qual o contrato de opções é liquidado é chamado de preço de exercício. Este é o preço pelo qual o proprietário do contrato de opções pode comprar/vender a criptomoeda subjacente. O preço pelo qual um contrato de opções é comprado é chamado de prêmio.


Agora, quando você compraria uma criptomoeda? Obviamente, quando está sendo negociado a um preço menor do que deveria, certo? Isso significa que você acha que está subvalorizado e espera que seu preço suba no futuro para poder vender mais alto e ganhar dinheiro.


Veja também: LUNA 2.0 sobe mais de 91% no intradiário, antes de ser listada na Binance.


Mas e se o preço da criptomoeda cair? Não seria bom se alguém ainda comprasse a criptomoeda de você por um preço mais alto? Para isso, você exigiria direitos de venda da criptomoeda e compraria uma opção de venda. Vamos dar um exemplo:


Digamos que você comprou uma opção de venda de Bitcoin com um preço de exercício de R$500 com um prêmio de R$50. Se você exercesse sua opção quando o preço do Bitcoin era de R$450 e a vendesse por R$500, você não teria nenhum lucro porque seu valor líquido valor de vendas seria R$500 – R$50 = R$450. Mas se você exercesse seu direito depois que o preço do Bitcoin caísse para R$400, você o venderia por R$500 e ainda ganharia R$50 no geral. (R$500 – R$400 – R$50 = R$50)


Desta forma você estaria protegido do risco de perda?


Agora, por outro lado, quando você venderia uma criptomoeda? Claro, quando você pensa que está negociando a um preço mais alto do que deveria. Isso significa que você acha que está supervalorizado e espera que caia a partir daqui.


Mas e se o preço da criptomoeda subir? Você então gostaria de adicionar mais criptografia a um preço mais baixo e sentar-se em ativos com valor superior ao seu preço de compra. Para isso, você precisaria de direitos de compra ou de uma opção de compra. Vamos entender isso com um exemplo também.


Digamos que você comprou uma opção de compra do Ethereum com um preço de exercício de R$500 por um prêmio de R$50. Se você exercesse seus direitos de compra quando o preço do Ethereum fosse de R$550, você não ganharia nada porque estaria comprando por R$500 e pagando R$50 pela opção de compra, totalizando R$550.


Mas se você deixar o preço do Ethereum subir para R$600 e exercer seu direito de compra, você pagaria R$500 + R$50 = R$550 pelo Ethereum no valor de R$600. Assim, você economizaria R$50. Legal, certo? As opções de compra, portanto, protegem você do risco ascendente.


Veja também: Bitcoin se recupera e volta aos US$ 32.000. Mercado cripto segue o BTC e fecha o dia no verde.


Como as opções cripto afetam o mercado?


Como as opções permitem aos traders o direito de comprar/vender ativos a um preço predeterminado, elas os protegem da volatilidade dos mercados de criptomoedas. Além disso, o volume das opções de compra ou venda no mercado sinaliza a direção na qual os investidores esperam que os mercados se movam.


Mais opções de venda indicam que os investidores esperam que os mercados caiam, enquanto mais opções de compra indicam que os investidores esperam que o mercado suba. Agora, quando os contratos de opções estão próximos da data de vencimento, os grandes players tentam conduzir o preço da criptomoeda subjacente a uma faixa favorável, dependendo dos contratos de opção que compraram. Isso é feito para que o negócio possa se tornar lucrativo.


Por exemplo, se o preço do Bitcoin subir, os comerciantes venderão opções de compra e empurrarão o preço do Bitcoin de volta para baixo até que os contratos de opções estejam próximos da data de vencimento. Obviamente, quando os contratos de opção expirarem, os comerciantes desejarão ser lucrativos ou economizar o máximo que puderem por meio de seus direitos.


Fontes de pesquisa: CNBC TV.


*Este artigo é para fins informativos. Não visa aconselhamento de investimento, financeiro, jurídico, tributário ou outro qualquer.


Você não precisa saber fazer Trading para ganhar no Mercado Cripto.


Hoje é possível utilizar de um recurso que muitas Exchanges já têm que é o Copy Trading . Isso significa que você pode copiar, automaticamente, traders profissionais com um histórico de operações comprovado. Você pode analisar os dados e escolher entre milhares de Traders, como por exemplo o Be Still, trader de risco baixo (opera sem alavancagem) na BingX, que consegue fazer cerca de +20% ao mês segundo seu histórico de operações. Experimente! Clique em copiar, cadastra na plataforma, faz um depósito e configura um valor para copiar um trader e testar.


O autor: Bruno Rocha.


Escritor, Compositor e Poeta, não necessariamente nesta ordem. Fissurado em Sci-fi e SteamPunk. Estudando e conhecendo as fascinantes redes Blockchain.

Opções binárias na Letônia